Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2011

SOBRE A CLASSIFICAÇÃO DE MADEIRAS

As madeiras são classificadas no Capítulo 44 da NCM e sua classificação não é afetada pelos tratamentos necessários à sua conservação, tais como a cura (eliminação da seiva), carbonização superficial, emprego de revestimentos grosseiros ou a impregnação com creosoto ou outros agentes de conservação (alcatrão de hulha, pentaclorofenol (ISO), arseniato de cobre ao cromo ou arseniato de cobre amoniacal, por exemplo). A classificação das madeiras também não é modificada quando são pintadas, tingidas ou envernizadas. Todavia, essas considerações de ordem geral não se aplicam às subposições das posições 4403 (madeira em bruto, mesmo descascada, desalburnada ou esquadriada) e 4406 (dormentes de madeira para vias férreas ou semelhantes), nas quais foram previstas disposições especiais em matéria de classificação para certas categorias de madeiras pintadas, tingidas ou tratadas com agentes de conservação. Cesar Olivier Dalston, http://www.daclam.com.br/. Fonte: NCM e NESH.

CLASSIFICAÇÃO DE CÂMARAS HIPERBÁRICAS (HYPERBARIC CHAMBER)

Eu tenho um amigo que, por hobby, é mergulhador e instrutor de mergulho, com muita experiência em profundidades de até 60 metros. A classificação de hoje vai para ele, que nunca precisou de uma câmara hiperbárica e, com certeza, não vai precisar, pois é um sujeito equilibrado e tranquilo. Câmara hiperbárica ou câmara isobárica ou ainda tanque isobárico é um equipamento que permite manter a pressão interna constante ou controlada. Trata-se de um compartimento selado, para onde é bombeado, por meio de compressores, oxigênio, ar comprimido ou mistura respiratória. Essas câmaras servem aos mergulhadores e também a pacientes no tratamento de barotraumatismo, embolia, gangrena gasosa, envenenamento por monóxido de carbono, osteomielite refratária, cicatrizes posteriores aos transplantes de pele, actinomicose e anemias devido à excessiva perda de sangue. Os americanos classificam as câmaras hiperbáricas na subposição 8479.89 (nem sempre os americanos são a última palavra em classificação). Toda…

ENZYMES - CLASSIFICATION IN THE NOMENCLATURA COMUM DO MERCOSUL (NCM)

The enzymes must be classified the heading 3507 of the NCM. This heading has the following structure: 3507 Enzimas; enzimas preparadas não especificadas nem compreendidas em outras posições. 3507.10.00 - Rennet and concentrates thereof 3507.90 - Others 3507.90.1 Amylases and concentrates 3507.90.11 Alpha-amylase (Aspergillus oryzae) 3507.90.19 Others 3507.90.2 Proteases and concentrates 3507.90.21 Fibrinucleases 3507.90.22 Bromelains 3507.90.23 Streptokinase 3507.90.24 Streptodornase 3507.90.25 Mixture of streptokinase and streptodornase 3507.90.26 Papain 3507.90.29 Others 3507.90.3 Others enzymes and concentrates 3507.90.31 Lisozyme and hydrochloride 3507.90.32 L-Asparaginase 3507.90.39 Others 3507.90.4 Prepared enzymes 3507.90.41 Based on cellulases 3507.90.42 Based on transglutaminase

ENZIMAS - CLASSIFICAÇÃO DE NA NOMENCLATURA COMUM DO MERCOSUL

As enzimas devem ser classificados na posição 3507 da NCM, ou seja: 3507 Enzimas; enzimas preparadas não especificadas nem compreendidas em outras posições. 3507.10.00 - Coalho e seus concentrados 3507.90 - Outras 3507.90.1 Amilases e seus concentrados 3507.90.11 Alfa-amilase (Aspergillus oryzae) 3507.90.19 Outros 3507.90.2 Proteases e seus concentrados 3507.90.21 Fibrinucleases 3507.90.22 Bromelina 3507.90.23 Estreptoquinase 3507.90.24 Estreptodornase 3507.90.25 Mistura de estreptoquinase e estreptodornase 3507.90.26 Papaína 3507.90.29 Outros 3507.90.3 Outras enzimas e seus concentrados 3507.90.31 Lisozima e seu cloridrato 3507.90.32 L-Asparaginase 3507.90.39 Outros 3507.90.4 Enzimas preparadas 3507.90.41 À base de celulases 3507.90.42 À base de transglutaminase 3507.90.49 Outras As enzimas são substâncias orgânicas, elaboradas por células vivas, suscetíveis de desencadear e regular reações químicas específicas no interior ou no exterior das células vivas sem sofrerem modificações na sua estrutura química.